Blog

Entenda as diferenças dos óleos essenciais x essências sintéticas!

by in Aromatização de ambientes, Marketing Olfativo 9 de setembro de 2019

A dúvida é muito comum!
Você sabe a diferença entre os dois?
Qual item tem mais qualidade?

A dúvida é muito comum! Você sabe a diferença entre os dois? Qual item tem mais qualidade?

Se você frequenta comércios deste segmento, já deve ter passado pela situação de pedir óleos essenciais (OE) e ser direcionada para essências sintéticas. 

Os óleos essenciais são naturais, puros, extraídos da natureza tais como flores, frutas, cascas e raízes. São incontáveis as possibilidades que a nossa mãe natureza oferece em relação aos aromas.

As essências resultam da formação química de produtos sintéticos que imitam os aromas naturais, diminuindo consideravelmente o custo de produção e muito mais utilizado no mercado em geral da aromatização de ambientes e marketing olfativo.

Os óleos essenciais possuem capacidade terapêutica, as essências sintéticas contam com uma carta maior de variedades.

Desde que fundada na França, a aromaterapia passou a ser utilizada também para o uso de essências sintéticas no mercado, já os óleos essenciais foram direcionados mais para o uso medicinal e farmacêutico. Isto porque, a maior diferença está nos princípios ativos.

Para agirem terapeuticamente, como antibióticos, relaxantes musculares, energéticos e etc, acredita-se que os óleos essenciais devam carregar consigo suas propriedades naturais, puras e completas (podendo ainda, sofrer pequena variação química realizada em laboratório).

Estima-se que atualmente as essências sintéticas dominem o mercado e isto não é ruim desde que bem sinalizadas para a sua utilização correta, evitando problemas de saúde com o consumidor se aplicadas de maneira indevida.

Assim, ter cuidado na obtenção de seu produto é uma questão de responsabilidade e que deve ser levada a sério muito além apenas de se considerar o custo x benefício.

Um teste simples para conferir a composição do material é pingar uma gota em um copo de água. Se a água ficar turva (geralmente branca), é um indício de que o produto foi diluído. O óleo natural não se dissolve, costuma boiar ou ir para o fundo quando mantém contato com a água. Ou ainda, pingar uma gota do produto em uma folha sulfite, se o óleo essencial for puro em até 2 (duas) horas este terá evaporado. Se tiver gordura (modificação sintética), deixará uma mancha no papel (vale lembrar que existem algumas exceções).

Sendo assim, estas são algumas diferenças básicas entre os óleos essências e as essências sintéticas.  Jamais se esqueça de escolher empresas que trabalham com qualidade e transparência, sabendo a melhor aplicação de qual produto deve ser utilizado para a finalidade que você deseja.

Caro leitor se assim como eu você também está interessado na área de marketing olfativo e gostou deste conteúdo, não deixe de curtir, comentar e compartilhar em suas redes sociais afinal de contas a sua opinião é muito importante para nós.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *